Blogger Template by Blogcrowds

Sem Drama

Márcio foi ao cinema, gostava de ação e terror. Viviane foi ao cinema, gostava de comédia e romance. Gostos tão diferentes que acabaram numa mesma sala pra ver um drama. Márcio nunca foi do tipo que se emocionava ao ponto de chorar em um filme, ele curtia a história e entendia que aquilo era um passatempo. Já Viviane nunca deixou de chorar em nenhum dos filmes, emotiva ao extremo, se envolvia na história a ponto de se sentir personagem dela. Na fila do cinema, os dois se conheceram por conta de uma amiga em comum que tinham, Márcio chegou tarde e perdeu sua sessão, encontrando Helena e Viviane, quando resolveu que assistiria ao drama junto com elas. Entraram na sala e procuraram um lugar bem atrás - Márcio odiava sentar muito perto. No meio do filme, Viviane começou a chorar e cada vez mais, como se aquilo tudo que acontecia na tela fosse bem na sua frente e ela não pudesse fazer nada. Márcio começou a consolá-la e deu-lhe um beijo no rosto. Viviane sorriu para ele e sentiu-se protegida, abraçou Márcio que achou meio estranha sua atitude, mas ele também sentia que aquele momento era mágico. Depois daquele dia, Viviane e Márcio começaram um namoro longo, começaram a assistir juntos vários tipos de filme e ele adorava cada sorriso e, até mesmo, as gargalhadas que Viviane dava quando assistia a uma comédia. Márcio foi feito pra Viviane, ela tinha certeza, ela sentia como tantas personagens de tantos filmes que ela já havia assistido. Viviane foi feita pra Márcio, ele também tinha certeza e nenhuma dúvida ou ciúme era maior do que o amor que sentiam um pelo outro. Os dois, agora, podem ser felizes. E continuar a viver suas histórias, suas próprias personagens. Eles não vivem um filme de muitas fantasias, mas sempre poderão contar com um real final feliz.

2 comentários:

Eh, adoro finais felizes! Mas quem não gosta, não?! Ah, filmes combinam com amores, casam bem com momentos felizes...mesmo que lágrimas sejam derramadas ao longo do filme...hehhehe.

Flavitcho, eu acho q sou a Viviane na parte do choro...rs...quando vou ao cinem e tem uma cena emocionante, CÉUS, todos sabem q ali estou...choro feito uma louca.

Mas sou feliz :)

Bjus, adorei!

19 de outubro de 2008 00:15  

A vida se não é um filme, a gente coloca uns créditos no começo, uma trilha sonora no MP3, umas roupas diferente no armário e vive nosso próprio personagem

19 de outubro de 2008 21:04  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial