Medo de Amar

Medo de amar é uma forma de amar. É o querer descontrolado em que devemos colocar nossas próprias barreiras seja pelo receio de se ferir ou de magoar outras pessoas. Um choro cheio de vontade de querer e de fingido desinteresse. 
Amar pode se tornar uma das atitudes mais difíceis a se tomar. Sim, amar também requer a atitude de amar, não apenas a vontade e o sentimento. Apesar de que com esses dois últimos fica bem mais fácil. Quando o coração palpita, esse sentimento explode e a vontade é apenas louca de querer se jogar num relacionamento. Traz pra perto o desejo de estar próximo de todos os detalhes do outro. 
Um outro que se torna parte, que se torna meu e que como nenhum outro poderá ser. 
Acontece que isso são apenas desejos de se estar e um amor jamais pode sobreviver de um lado só. A convicção do amor é absoluta, mas a certeza do querer do outro lado pode ser duvidosa, por isso dolorosa, por fim, o medo de amar.
Se um dia a atitude de esquecer o medo existir de ambos os lados, o amor poderá prevalecer com tudo que o define. E é isso que te faz seguir.

1 comentários:

É assim mesmo!
Me surpreendi!
Muito bom!

19 de julho de 2014 23:56  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial